quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Rodrigo Chaves

Oi, Adri, escrevi um pequeno paragrafinho sobre a experiência de entregar os adesivos do Gentileza Gera Gentileza. Não é muita coisa, mas é a impressão que eu fiquei.
Bjs
Rodrigo

Para mim, distribuir algo na rua sem absolutamente nenhuma segunda intenção foi uma experiencia nova. Já distribuí panfletos, mas eram de propaganda, com uma intenção completamente diferente de distribuir os adesivos com o “Gentileza Gera Gentileza”. Distribuir os adesivos são como um ato de gentileza realmente deve ser feito, sem esperar nada em troca. O interessante é que, assim como isso foi uma experiência nova para mim, parecia ser uma experiência igualmente nova para muitas das pessoas que recebiam os adesivos. As reações variavam, e essa foi a parte mais interessante de observar. Algumas pessoas nem olhavam o que pegaram, outras ficavam curiosas com aquilo e perguntavam, alguns pediam mais adesivo e outras ainda queriam saber onde comprar as camisetas. Ou seja, as reações das pessoas são iguais à quando se faz alguma gentileza, algumas pessoas nem se dão conta de que estão recebendo, e outras querem mais, mas a maioria demora para entender o que está acontecendo. Realmente as pessoas não estão mais esperando por atos de gentileza.

Um comentário:

mãezona disse...

Rodrigo, há alguns anos atrás uma de tuas irmãs teve uma experiência semelhante, quando junto com colegas distribuiu adesivos de uma campanha para conscientizar as pessoas sobre a inutilidade ou, até, efeitos perniciosos de dar esmola nos cruzamentos. A campanha tentava levar as pessoas, isto sim, a contribuir diretamente com instituições de sua confiança que efetivamente tivessem um programa eficaz para atender/orientar/encaminhar os carentes, em vez de a pessoa só momentaneamente "aliviar a consciência" dando uns trocadinhos na sinaleira.
A semelhança com tua experiência é que os motoristas abordados tinham dificuldade em entender que estavam ganhando um adesivo e que não era um pedágio coletando dinheiro e que não havia mercadoria sendo vendida.